• NavegaçãoInício » Clipping » Projeto de energia limpa em Noronha
  • AumentarDiminuirNormal
Jornal do Commercio - Recife - PE
  • Jornal do Commercio - Recife - PE
  • 29 de Outubro de 2016 às 00:00

Projeto de energia limpa em Noronha

O objetivo é reduzir os impactos ambientais e as emissões de gases que provocam o efeito estufa, principalmente o carbono

29 de Outubro de 2016 às 00:00
Da Redação

O Arquipélago de Fernando de Noronha será transformado em um laboratório para que sejam testadas tecnologias inovadoras e sustentáveis em diversas áreas, como a produção de energia, o gerenciamento da água e o controle de resíduos. O objetivo é reduzir os impactos ambientais e as emissões de gases que provocam o efeito estufa, principalmente o carbono. Para isso, o governo de Pernambuco firmou parceria com o Estado americano da Califórnia. Juntos, vão desenvolver cooperação técnica, com o desenvolvimento de projetos e intercâmbio de experiências. Pretendem também atrair empresas dos dois países para investir na ilha.

"Como um dos símbolos de Pernambuco, escolhemos Fernando de Noronha para montar lá uma grande base de inovação. Depois, queremos replicar para outros lugares e em larga escala. Incentivamos a economia de baixo carbono e com menos impacto ambiental no Estado", explica o secretário estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Sérgio Xavier.

O assunto foi tema de reuniões realizadas esta semana no Recife entre a pasta de Xavier e as Secretarias de Ciência e Tecnologia e de Desenvolvimento Econômico, além da administração de Noronha e Celpe. Participaram também o cônsul-geral dos Estados Unidos na capital, Richard Reiter, a cônsul dos Estados Unidos de Política e Economia no Recife, Paloma Gonzalez, e o comissário de energia da Califórnia, Andrew McAllister.

"Devemos buscar sempre mais a eficiência energética. Não consumir é mais barato e melhor para o planeta do que ter que gerar a energia", defende Andrew. Em Noronha, um dos desafios será justamente diminuir o carbono emitido pelos aviões (54% do CO2 liberado na ilha vem do combustível usado nas aeronaves).

Últimos Clips

AchaNotícias