• NavegaçãoInício » Clipping » Cana-de-açúcar para o combustível de aviação…
  • AumentarDiminuirNormal
Folha de Pernambuco - Recife - PE
  • Folha de Pernambuco - Recife - PE
  • 04 de Agosto de 2015 às 06:25

Cana-de-açúcar para o combustível de aviação

Outros assuntos também serão discutidos no evento, como eficiência energética, aquecimento global e mudanças climáticas

04 de Agosto de 2015 às 06:25
Priscilla Costa

Jedson Nobre/Arquivo Folha Zoom
Segundo Xavier, primeiro voo será da GOL, este mês

 O Governo do Estado deve assinar, nos próximos dias, termo de compromisso para viabilizar a criação de uma plataforma para produção de bioquerosene de aviação a partir da cana-de-açúcar e espécies nativas da caatinga. A novidade será anunciada, hoje, pelo secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Sérgio Xavier, durante a 4ª edição do Pernambuco no Clima, que segue até amanhã. O evento ocorre às 9h no teatro do RioMar Shopping, no bairro do Pina. A iniciativa, segundo o gestor, visa substituir os combustíveis fósseis nos voos em Fernando de Noronha, responsáveis por 54% das emissões de gases de efeito estufa na Ilha. O primeiro voo utilizando o “combustível verde”, garantiu o secretário, será realizado ainda nesse mês em parceria com a Gol Linhas Aéreas.

“Já começamos a discutir (sobre a plataforma) com empresas internacionais que já operam voos movidos à base do bioquerosene e também com o setor de cana-de-açúcar. A implantação da plataforma será, sem dúvidas, uma oportunidade para que o Estado entre no mercado internacional de biocombustíveis à medida que estaremos reforçando o nosso compromisso em transformar o arquipélago em um dos primeiros territórios do País a compensar as emissões de gases que provocam o aquecimento global”, ressaltou Xavier. A plataforma somada às usinas solares já implantadas no arquipélago com a substituição dos combustíveis viários e o compartilhamento de bicicletas e carros elétricos devem projetar uma redução de até 20% de gás carbônico lançado na atmosfera de Fernando de Noronha.

Entre outros temas que serão discutidos no evento estão o desenvolvimento sustentável de regiões pobres do semiárido, mobilidade verde (com foco no uso de carros e bikes elétricas), combustíveis verdes e bioquerosene de aviação, negócios e energias sustentáveis, polo de tecnologia sustentável em Noronha, eficiência energética e fontes renováveis, aquecimento global e mudanças climáticas. “O PE no Clima não é apenas um evento, mas um movimento que integra empresas, entidades e órgão públicos a debater soluções de mercado, mapeando tendências da economia verde, prospectando novas tecnologias e fontes de geração de energia limpa e renovável”, pontuou Sérgio Xavier. As inscrições são gratuitas e ainda podem ser feitas por meio do www.penoclima.com.br.

Folha resume

O evento ocorre às 9h no teatro do RioMar Shopping, no bairro do Pina. A iniciativa visa substituir os combustíveis fósseis nos voos para Fernando de Noronha, responsáveis por 54% das emissões de gases de efeito estufa na Ilha. Ideia é reduzir em até 20% a emissão de gás carbônico, através de projetos sustentáveis.

Últimos Clips

AchaNotícias