• NavegaçãoInício » Clipping » Festival apresenta projetos voltados ao…
  • AumentarDiminuirNormal
  • Diário de Pernambuco Online - Recife - PE
  • 23 de Novembro de 2016 às 08:04

Festival apresenta projetos voltados ao futuro dos centros urbanos

23 de Novembro de 2016 às 08:04
Diario de Pernambuco

Ofuturo das cidades está na colaboração e conexão dos diferentes atores sociais. É nisso que acredita o Festival Uplanet, que transformará a Avenida Rio Branco, no Bairro do Recife, em um palco de discussão de soluções inovadoras para um desenvolvimento sustentável. De amanhã a domingo, serão realizados painéis, workshops, oficinas e rodadas de negócio que discutirão, entre outros assuntos, a ampliação do serviço de carros elétricos no estado.

A abertura acontecerá às 16h30 e, nos dias seguintes, a programação segue das 9h30 às 18h. O evento também convoca a arte como objeto de transformação urbana, incluindo na programação shows e a apresentação de um espetáculo da coreógrafa Deborah Colker. Durante o festival, será lançado ainda o Comitê de Inovação e Incentivo à Economia de baixo Carbono de Pernambuco.

O Uplanet é considerado uma evolução do evento Pernambuco no Clima, que há cinco anos iniciou um debate sobre a economia sustentável e mudanças climáticas no Recife e em Fernando de Noronha. A ideia é que a capital e o arquipélago funcionem como laboratórios de tecnologias sustentáveis, que serão, em parte, apresentadas durante o evento. Os debates terão cinco eixos temáticos: cidadania, conhecimento, cultura e arte, negócios disruptivos e políticas públicas. A programação incluirá painéis e apresentações sobre energia sustentável, revitalização colaborativa de rios, comunidades sustentáveis, cidades ecointeligentes, internet das coisas e economia colaborativa de baixo carbono.

“O objetivo é descobrir conceitos e reunir tecnologias que já existem para desenvolver projetos e soluções de mobilidade, água, geração de energia limpa, gestão sistêmica de processos”, explicou o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Pernambuco, Sérgio Xavier.

A expectativa é trazer também para a esfera local as propostas debatidas na COP22, Conferência das Nações Unidas sobre o Clima realizada em Marrakech, Marrocos, no início do mês.

Na oportunidade, o estado apresentou um programa de atração de negócios inovadores integrado à parceria firmada entre Pernambuco, o governo da Califórnia e o Consulado Geral dos Estados Unidos no Recife, com o objetivo de desenvolver ações de cooperação técnica alinhadas aos objetivos globais de combate às mudanças climáticas e redução das desigualdades.

Uma das propostas é a possível parceria com a empresa chinesa BYD, para ampliação do serviço de carro elétrico no Recife e implementação em Noronha. “A empresa já se mostrou interessada e a nossa expectativa é de começar os testes no início de 2017”, afirmou Sérgio Xavier. A ideia é integrar o conceito de internet das coisas para possibilitar, por exemplo, que um sistema identifique locais para recarregar e estacionar o veículo.

Outras empresas pernambucanas, como Serttel e Baterias Moura, foram apontadas pelo secretário como interessadas nos projetos. Assim como Noronha, as tecnologias formatadas serão aplicadas em cidades do Semiárido, como Floresta, antes do Recife. Durante o festival serão lançados uma revista, a segunda etapa do projeto Carbon Count, de mensuração das emissões de gases de efeito estufa no Recife, um projeto de redução de emissões e a criação da Unidade de Conservação Marinha de Serrambi.

O festival terá workshops sobre economia criativa, condomínios sustentáveis, empreendedorismo e ficção social e política em rede, exposição de cactos, festival de filmes, programação infantil com doação de livros, oficina de horta, oficina de naves espaciais e contação de história, foodtrucks, gastronomia vegana, cerveja artesanal e mobilização para limpeza do Capibaribe.

Últimos Clips

AchaNotícias